quinta-feira, março 18, 2010

GRUPO DE ALUNOS DA UNIVERSIDADE DO ALGARVE QUER MAIS COMIDA VEGETARIANA NAS CANTINAS

O prato existe, mas é preciso comprar com antecedência. O Núcleo de Malabarismo Integral da Universidade do Algarve quer que as cantinas tenham disponível, no dia, comida vegetariana. Foi lançada uma campanha, cujo objectivo é alertar para os benefícios deste tipo de alimentação e para a necessidade de haver mais uma alternativa nas cantinas.


Porque tu reflectes aquilo que comes” é o lema da campanha que o Núcleo de Malabarismo da Universidade do Algarve lançou na instituição, na tentativa de integrar no dia-a-dia das cantinas a comida vegetariana.


O prato já existe, mas é preciso comprar na véspera. Só fazendo reserva prévia se pode comprar esta comida. Isso faz com que muitas pessoas não comam”, diz ao Canal UP Aldric Negrier, fundador do núcleo.



Para evitar desperdícios, o estudante sugere que se façam 10 refeições diárias de comida vegetariana e se avalie, em cada dia, se foram compradas ou não. “
Se for preciso encomendar provavelmente não se vendem. Mas há dias em que nem o prato de carne nem de peixe agradam e, ao ver ali uma alternativa, o prato vegetariano, acredito que será uma opção para muita gente”, refere Aldric Negrier.


O estudante colocou a proposta aos Serviços de Acção Social e lançou a campanha que já tem surtido efeitos. “
Já tivemos mais gente a pedir este prato. E, além de todos os benefícios que isso traz para a saúde, é mais uma alternativa para quem come nas cantinas da universidade”, refere o estudante.


Sem comentários:

Enviar um comentário